A presença do Outro (Vozes)

.

Freud, indiferenciação, simbiose e alteridade; A alteridade do objeto; antievolucionismo freudiano: a constituição circular dos objetos; Lacan, objeto-Voz e objeto-Olhar; Ressonância: alucinação e canção.

Os três “a”s da presença em Laca: o outro imaginário (a’), o simbólico (A), e o real parcial (objeto a); O objeto-voz entre eu e Outro; sobre a teoria da Representação freudiana; A voz é polifônica.

A teoria lacaniana da alucinação: Neurologia e sensorium; Atribuição subjetiva, percebente e percebido; Injúria e certeza; O caso “Porca” e a atribuição subjetiva; S1 e sujeito; EssesUm e o grão da voz.

O caso da cena imposta; Palavras impostas, cena posta; Alucinação e extração da voz; As formas da certeza; A conexão da voz com o corpo; O Corpo do Analista e o DSM.

Fala, texto e significante; pequena exposição da teoria lacaniana da linguagem; A alucinação como Alucinação e canção; Primeiras noções do “som e sentido” de J. M. Wisnik; Sacrifício, assassinato e lálálíngua; Trovão, tambor, Nietzsche e João Gilberto.

Interpretação: imaginário, simbólico e real; o analista como Outro e como objeto; Analogia entre as estruturas clínicas e estruturas harmônicas; Tonal; Modal; A tônica equívoca.

Texto, furo e objeto; Retomada da sequência dos objetos “a”; Sobre o ritmo; Meu tio Iauaretê de Guimarães Rosa, ou a voz de Noel; Dissonância e surpresa – outro João.